Quando a chuva chega ao interior do sertão

Se você é do interior do Nordeste certamente saberá sobre o poder que a chuva exerce no povo do sertão. Se você não é do interior provavelmente imaginará, pois sabe que “por essas bandas” (nesses lugares) chuva é coisa rara.

O fato é que, se você quer conhecer o povo que mais sabe valorizar o pouco da chuva que tem, chega para cá! Nada como um nativo para te explicar um pouco melhor essa história.

 

Novembro chegou e o sertanejo começa a preparar a terra para plantar seu “milhim” e seu “feijão”. Vai chegando no final do ano e a expectativa é que chova! O sertanejo não é de ficar olhando meteorologia, pois a fé dele diz que, independente do que a ciência mostre, Deus poderá mandar a chuva que eles precisam.

OBS.: Antes de escrever, questionei a minha mãe sobre o mês de chuvas na minha cidade para ter certeza sobre a informação. A resposta foi a seguinte: “novembro, dezembro. Só que este ano o inverno foi muito generoso! Choveu muito!“. Depois vocês vão entender o que isso significa.

Voltando ao texto: a fé do sertanejo é grande!

Mas esses dias de espera pela chuva são tensos para quem vive basicamente de plantação e da criação de animais. O sertanejo olha para o sol “rachando”(muito forte), o céu sem nuvens e não há nenhum vento que balance “os pé de planta” e, apesar da fé, as especulações sobre os rumos do tempo começam a ser pontos fortes de conversa:

“É, a coisa tá feia! Parece que não vai chover mais esse ano! “

E bate o desânimo! Mas, como eu disse antes: a fé é grande!

 

 

O dia amanhece com um ar diferente. As nuvens estão claras (sem sinal de chuva), mas o clima está abafado e bem longe o sertanejo vê uma concentração de nuvens escuras e relâmpagos riscando o céu.

Sinal de que está chovendo muito em alguma cidade ao redor, ou seja, a chuva está se aproximando!

Lembro que quando eu era criança sempre queria saber em qual cidade realmente estava chovendo. Meu pai olhava para o céu, fazia as medições dele de distância e profundidade (rsrsrs) e dizia:

“Tá chovendo pro lado de Ipubi!” (uma cidade próxima a minha).

Achava um máximo isso de saber de onde a chuva vinha e, assim como os demais, ficava olhando para o céu na espera do mesmo escurecer em minha cidade também.

Dizem que notícia ruim se espalha rápido, mas se você acha isso é porque nunca viu como as notícias de chuva acontecem na minha região. É incrível! O céu fica preto há uns 100000000 Km de distância e as pessoas já vêm com notícias quentinhas das chuvas:

 

Acabei de chegar de Araripina (cidade do lado) e lá a chuva tá grossa! Tá vindo para cá!”

“Me falaram que lá em Ouricuri (outra cidade próxima) foi uma hora de chuva sem parar!”

“Lá em Gergelim (um distrito do lado) já começou a pingar (chuviscar)!”

 

E essas notícias de chuva, meus caros, sempre funcionaram como uma injeção de adrenalina e serotonina nas pessoas, ou seja, uma injeção de felicidade! Como vocês viram na resposta da minha mãe: muita chuva é sinal de benção!

 

 

E a medida que o céu vai escurecendo (nuvens carregadas de água) para o nosso lado, mais as pessoas vão se animando. Fecho os olhos e consigo lembrar do meu pai na porta de casa, olhando para o céu e esperando alguém passar para comentar sobre a chuva que vem vindo!

Aí, meus amigos, a chuva tão esperada cai e é um “fuzuê” (confusão) danado! Acontece um pouco de tudo:

  • Tem mãe correndo para colocar os filhos para dentro de casa para não levar chuva e sereno.

Quem nunca ouviu um: “menino sai do sereno, vai adoecer!” não sabe o que é passar o inverno no interior do sertão. Para quem não sabe, sereno é a mudança de clima: de muito quente – para morno, rssrrsrsrs. Brincadeira! Logo mais vocês vão entender por que eu disse isso, rsrsrs. Enfim, sereno é quando o tempo começa a mudar e bate aquele “friozinho”. Para melhor entendimento fui pesquisar no dicionário e:

“Sereno (ou orvalho) é um fenômeno físico na qual a umidade do ar precipita por condensação na forma de gotas pela diminuição brusca da temperatura ou em contato com superfícies frias. É o processo contrário da evaporação.”

Um pouco complexo, né? O importante é saber que o fenômeno existe e que sua mãe sabe muito mais de ciência do que você mesmo imagina!

 

  • Tem gente batendo palma, saindo de casa e gritando na rua:

Quando a chuva chega a animação é tão grande que as pessoas não conseguem disfarçar. Meu pai mesmo, sempre comemorou a chuva! Lembro dele batendo palma dentro de casa, sorrindo e indo para a calçada admirar as gotas caindo.

As crianças ficam enlouquecidas! Querem logo ir para o muro ou para a rua tomar banho de chuva. Coitadas das mães que precisam segurar esse povo todo! Por que, não sei na casa de vocês, mas na minha eu aprendi que não pode tomar banho na primeira chuva que dá porque faz mal.

“Depois entendi que muito disso é por causa da sujeira dos telhados. Como dificilmente chove, imagine o tanto de sujeira que fica acumulada em cima das casas e caem nas biqueiras de água da chuva!”

Esse é mais um exemplo de como seus pais sabem muito mais do que você imagina!

Outra coisa interessante é que não pense que as pessoas vão se recolher em casa por causa da chuva não! Lembre-se: chuva é um acontecimento importante, então, tem que ser aproveitada! O sertanejo pega logo sua moto (ou a pé mesmo) e vai para a praça, a casa do vizinho ou a roça olhar se por lá está chovendo também.

 

  • Mas nem tudo são flores! Quando a chuva cai certamente a energia elétrica cairá também!

Não sei se isso acontece no lugar no qual você mora, mas em Nascente (minha origem) a chuva sempre vem acompanhada de uma queda de energia. Eu até hoje não sei o que acontece e qual a ciência por trás disso, mas se sua cidade também for desse tipo: prepare as velas, lanternas ou candieiro, se a chuva forte chegar à cidade ficará no escuro!

E é engraçado isso, eu não guardo a memória da “falta de energia” como algo ruim, pelo contrário. Era na falta da energia que minha família se reunia em volta das velas no chão ou no muro (lugar mais frio da casa) para contar “causos”, histórias e para comer besteira também.

“O caos gerando mais aproximação!”

Lembro que, se a energia faltava ainda cedo da noite, a gente sempre ia na casa dos meus avós maternos (que moram nos fundos lá de casa), ou para pegar vela, ou para ver se estava tudo bem e, claro, para ligar para a CELPE (Companhia Elétrica de Pernambuco).

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
  • E, meus amigos, depois de horas vivendo à luz de velas e após umas dez ligações para a CELPE, a energia retorna!

A TV liga sozinha, os postes da rua vão lentamente reagindo a ação e, o mais importante: se você for do interior e não souber comemorar a volta de uma energia com emoção, pode tratar de nascer de novo porque certamente você está fazendo alguma coisa errada!

É um requisito obrigatório para quem é do interior do sertão comemorar “a volta da energia elétrica”. E não é qualquer comemoração! Tem que ter pulos dentro de casa, grito para toda a rua ouvir e, claro, não pode esquecer de agradecer a Deus por isso.

Tem um vídeo rolando na internet há algum tempo mostrando que para um nordestino conhecer o outro dentro de qualquer lugar, basta dar um grito específico (pena que não dá para descrever esse grito em palavras, mas quem viu saberá do que estou falando) e esperar a pessoa responder com o mesmo grito. É praticamente isso que ecoa na cidade quando a energia volta. Começa o povo gritando dentro de casa e logo você escutará na rua lá de baixo outros repetindo o mesmo som, rsrsrsrs.

Por isso, que eu digo: só quem é do interior sabe!

 

 

  • E nesse processo de chuva tem de tudo mesmo, inclusive, algumas medidas de sobrevivência.

Não sei se era uma coisa apenas lá de casa (minha mãe sempre foi extremamente cuidadosa com tudo), mas chuva com trovão e relâmpago era sinal de perigo!

Lembro que teve uma época que a cozinha lá de casa era cheia de potes de alumínio em cima dos armários e mãe dizia que “alumínio, espelho, pé no chão e mostrar os dentes” atraia os raios para dentro de casa.

Então quando o fenômeno acontecia tínhamos o ritual: cobrir os potes, panelas e espelhos com lençol, calçar os chinelos e evitar sorrir muito. Acho que muita gente vai pensar que essa parte eu estou inventando, mas, ACREDITEM!

E essas práticas iam sendo fortalecidas com os boatos do povo de que “fulano morreu atingido por um raio lá na roça ontem”.

Depois de um tempo minha mãe foi ficando mais tranquila acerca da situação e o ritual meio que deu uma enfraquecida, mas quando olho para trás lembro que era até legal toda essa tensão durante as chuvas, srsrsrs.

 

  • Outra coisa que não pode faltar quando a chuva chega no interior é a boa e velha “blusa de frio”.

Você que já visitou o sul do país ou algum lugar da Europa e pensa que sabe o que é se preparar para o frio é porque não conhece como o sertanejo do interior é precavido.

Só precisa o céu escurecer e o cheiro de chuva subir que nós já estamos pegando nossa blusinha de frio. Pois é, meus amigos, a temperatura mudou: de 26 °C desceu para 25°C, então se prepara para colocar meia e se “entocar” na rede.

É assim que funciona para nós no interior e não adianta vir alguém criticar e dizer “Nossa, vocês não sabem o que é frio de verdade!”, não importa! Só nós sabemos a importância de um grau a menos na nossa vida e que não vamos esperar a eternidade um frio maior que isso (não vai acontecer).

Então prepara a jaqueta, o tricô e o couro pois o inverno no sertão acabou de chegar! Pode durar só uns dois dias¿ Pode! Por isso temos que aproveitar ao máximo!

 

Enfim, chuva no sertão é sinal de fartura de umbu (mais conhecido como imbu), milho (cozido, assado, no almoço, café da manhã e na janta), pasto alto, folhagem verdinha, gado gordo e de um dinheirinho a mais no bolso.

Mas é claro que as chuvas também trazem outras preocupações para o sertanejo: barreiros que vão embora, pontes que cedem, casas que alagam, carros que atolam… mas disso eu nem vou falar porque quero lembrar da chuva apenas como uma coisa boa!

 

E você, tem alguma história boa com a chuva ou compartilha de algo que eu escrevi aqui?

Se sim, deixa um comentário! Compartilha com a galera que também é do interior, aposto que eles vão se identificar também com toda essa história!

62 comments on “Quando a chuva chega ao interior do sertão

  1. Muito lindo, não vivi no sertão a minha vida inteira, mas pela experiência que tenho quando vou nas minhas férias esse texto já me fez chorar, principalmente quando me fez lembrar dos banhos de chuvas, tenho um carinho enorme por esse lugar, obrigada prima 🌻

  2. Muito lindo, não vivi no sertão a minha vida inteira, mas pela experiência que tenho quando vou nas minhas férias esse texto já me fez chorar, principalmente quando me fez lembrar dos banhos de chuvas, tenho um carinho enorme por esse lugar, obrigada prima 🌻

  3. O texto me relembrou quando estava nas queimadas(povoado de rajada) e vivenciei tudo isso durante as chuvas…Parabéns pelo texto amiga!!!

  4. O texto me relembrou quando estava nas queimadas(povoado de rajada) e vivenciei tudo isso durante as chuvas…Parabéns pelo texto amiga!!!

  5. Lembro que a gente acendia um lampião e se reunia na sala de vovó, cada um contando uma história. A falta de energia era a melhor parte, por incrível que pareça. Textão♥️

  6. Revivi a minha infância…..chuva me trás paz. Lembro meu pai soltando fogos quando chuvia….e também amava quando faltava energia ……

  7. I have never heard of puncture vine or spiky ball. My daughter moved to Idaho not long ago I will mention both to her. Take care and thanks for sharing! Florinda Putnem Ogden

  8. I want to express my love for your kind-heartedness in support of men who should have assistance with your theme. Your special commitment to getting the solution up and down ended up being particularly advantageous and has specifically allowed guys and women like me to get to their desired goals. Your personal interesting guidelines can mean this much to me and even further to my colleagues. Thanks a lot; from all of us. Marjy Waiter Jaco

  9. Awesome post. I am a regular visitor of your site and appreciate you taking the time to maintain the nice site. I will be a regular visitor for a really long time. Hetty Sax Jenny

  10. Deleniti qui saepe omnis qui ut. Aut dolores aut sed rerum voluptas. Aut est quam facilis voluptatem est. Sed ipsam distinctio alias aut consequatur. Floris Duane Ogdon

  11. Thank you Wendy! It was a hard thing to experience. I also hope the laws change someday as they are very weak in this area. Love what you are doing!!! Keep up the good work. Cheers, Susan Janean Leopold Belford

  12. The irresponsibility lies with the fear that has been spread by the media. Not everyone will get this and if you do get it it might be no worse than a common cold. Karlene Bev Delora

  13. When I originally left a comment I seem to have clicked the -Notify me when new comments are added- checkbox and from now on whenever a comment is added I get 4 emails with the exact same comment. There has to be a way you can remove me from that service? Thank you. Aimee Teodoro Nimesh

  14. This internet site is truly a walk-through for all of the info you wanted regarding this as well as didn?t know that to ask. Glance right here, and you?ll most definitely uncover it. Aigneis Karl Hurleigh

  15. wonderful points altogether, you simply gained a brand new reader. What would you suggest about your post that you made some days ago? Any positive? Carly Jory Laurin

  16. whoah this blog is great i like reading your articles. Stay up the good paintings! You know, a lot of people are looking around for this info, you can help them greatly. Jerrilee Theobald Lenox

  17. Having read this I believed it was rather informative. I appreciate you finding the time and energy to put this information together. I once again find myself spending a lot of time both reading and posting comments. But so what, it was still worth it! Kelley Artie Brest

  18. certainly like your web site but you need to test the spelling on several of your posts. A number of them are rife with spelling problems and I to find it very bothersome to inform the truth nevertheless I will surely come back again. Lucilia Ralph Brenda

  19. Good post right here. One thing I would really like to say is always that most professional career fields consider the Bachelor Degree as the entry level requirement for an online education. While Associate Certifications are a great way to start out, completing your current Bachelors reveals many opportunities to various careers, there are numerous internet Bachelor Course Programs available via institutions like The University of Phoenix, Intercontinental University Online and Kaplan. Another issue is that many brick and mortar institutions present Online variations of their qualifications but typically for a greatly higher amount of money than the firms that specialize in online education programs. Sibylle Jud Adamec

  20. My arrival will be on April 11 or 12, 2019. I might need it until April 14, 2019. So 2-3 days please quote me. Self driving. Thank you. Sophronia Burton Lebna

  21. Hey there! This is my 1st comment here so I just wanted to give a quick shout out and say I really enjoy reading through your articles. Can you suggest any other blogs/websites/forums that deal with the same subjects? Thank you! Joella Arny Sarena

  22. I want to to thank you for this very good read!! I certainly loved every bit of it. I have got you saved as a favorite to look at new stuff you post? Carlen Von Rothmuller

  23. Great post, which gives us lots to think about. I particularly like that you remind people to do a little digging and try to understand rather than use soundbites. Thank you for sharing this! Pris Mead Bonnie

  24. In the past, these types of services have been used largely by thrifty tourists looking for the cheapest place they can find in a particular city. Now, however, more and more business travelers and professionals are looking to WP Rentals for a unique and memorable experience. Mirabel Tucky Nobile

  25. Normally I do not learn post on blogs, however I wish to say that this write-up very pressured me to try and do it! Your writing taste has been amazed me. Thank you, very great article. Adrianna Griffie Chae

  26. You have made some good points there. I looked on the web to find out more about the issue and found most people will go along with your views on this web site.| Venus Octavius Tatianas

  27. Thanks, I have recently been looking for info about this subject for a long time and yours is the best I have discovered so far. But, what in regards to the conclusion? Are you sure about the source? Gilberta Yuma Bast

  28. Firmaların takipçi satın alma sebeplerinin arkasında prestijlerini artırmak yatıyor. Çok fazla takipçinin olması markanın daha fazla bilindiği imajını yaratsa da marka bilinirliğiniz gerçek anlamda sadece bir sayıdan oluşacaktır. Markaya değer katan gerçek kullanıcılardır.

  29. I am grateful to you for this beautiful content. I have included the content in my favorites list and will always wait for your new blog posts.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *